,

Canny Collar


O Canny Collar é uma coleira de treino para cães concebida para impedi-los de puxar pela trela e tornar os passeios com o seu pequeno companheiro num momento agradável.

Ver indicações de como escolher o tamanho correto na descrição.

28,45 IVA incluído

Limpar
O que é a Canny Collar?
O Canny Collar é uma coleira de treino para cães concebida para impedi-los de puxar pela trela e tornar os passeios com o seu pequeno companheiro num momento agradável.
Confortável, suave, seguro e eficaz, a sua conceção revolucionária “atrás da cabeça” torna-a fácil de colocar e simples de utilizar, transformando até os cães mais energéticos durante o passeio em animais felizes e bem comportados. Não é de admirar que a Associação de Venda a Retalho de Produtos para Animais de Estimação do Reino Unido a tenha elegido “Melhor Novo Produto” pouco após o seu lançamento.Como a Canny Collar é apertada à trela do seu cão atrás da cabeça, e não por baixo do queixo, isto significa que não subirá para cima dos olhos do seu cão, nem puxará a sua cabeça para o lado. É generosamente acolchoada para maior conforto e uma peça única de material por cima do nariz do seu cão permite-lhe respirar livremente, abrir a boca e aproveitar o passeio como ambos pretendem. Utilizada e recomendada por organizações como a RSPCA e The Guide Dogs for the Blind Association, a Canny Collar é tudo aquilo que procura quando deseja treinar o seu cão de forma humana a andar com uma trela solta.Se estiver à procura de uma solução fácil para que o seu cão pare de puxar, deixe de procurar, pois encontrou o Canny Collar. Com ele, estará bem acompanhado. Desde o lançamento do Canny Collar, mais de 500.000 donos de cães em todo o mundo descobriram o simples prazer de passear os seus cães sem terem de manter a trela curta.
Como funciona a Canny Collar?
A Canny Collar funciona através de um sistema de ”pressão e alívio”. Em traços simples, quando o seu cão puxa, ele sente pressão na cana do focinho e, quando não puxa, não há pressão. Ao manter o seu braço ao seu lado e permitir que a Canny Collar faça qualquer trabalho de correção, pode dar um reforço positivo ao seu cão quando ele caminhar calmamente ao seu lado, incentivando-o a andar com uma trela solta. O seu cão aprenderá, num instante, a andar calmamente ao seu lado e sem puxar, o que tornará o passeio mais confortável para ambos.
Porque escolher o Canny Collar?
Existem muitos dispositivos de auxílio ao treino que alegam conseguir impedir o cão de puxar, logo, porque deve optar pelo Canny Collar?
Damos-lhe seis boas razões:
    • Uma garantia vitalícia
      O Canny Collar foi concebido para perdurar no tempo – como poderão outros produtos oferecer-lhe uma garantia vitalícia?! No caso muito improvável de a coleira falhar por apresentar defeitos de fabrico ou materiais defeituosos, substitui-la-emos por outra sem quaisquer custos para o comprador de origem, e sem perguntas.
    • Fácil de colocar, de fácil utilização
      É tão fácil de colocar quanto a coleira habitual. Usa um sistema de aperto de fivela e pino standard para uma maior segurança e uma faixa simples e única para controlar a cabeça do cão. Não envolve instruções complicadas, basta colocar e começar a passear!
    • Treinar, não limitar
      O Canny Collar consegue ensinar ao seu cão como caminhar com uma coleira e trela simples sem puxar. Colocar e retirar a faixa corrediça do focinho do cão conforme necessário, pode ensinar-lhe gradualmente a não puxar de todo, mesmo quando deixa de sentir a faixa no focinho.
    • Pode deixar colocado quando retira a trela
      Não precisa de retirar o Canny Collar quando deixa o cão andar sem trela – use simplesmente os mosquetões para apertar a faixa corrediça debaixo do queixo do cão (focinho) e deixe-o correr.
    • Mais conforto para o seu cão
      O Canny Collar é meramente uma coleira standard, bastante acolchoada para maior conforto, com uma única faixa de material (a faixa corrediça) que passa por cima do focinho do seu cão. Isto significa que ele consegue respirar livremente, abrir a boca e desfrutar do seu passeio tanto quanto pretender. Contém menos material para não limitar o movimento da boca, o que também lhe permite habituar-se ao Canny Collar muito rapidamente.
    • A melhor coleira!
      O Canny Collar foi eleito “Melhor Novo Produto” pela indústria dos animais de estimação do Reino Unido pouco depois do seu lançamento no mercado e desde então, mais de 250.000 donos de cães descobriram precisamente porquê. A coleira é confortável, suave, cómoda e eficaz – para resumir, é tudo o que procura para treinar o seu cão de forma humana a andar com a trela solta.

CANNY COLLAR – Escolher o tamanho adequado
Para se certificar de que o seu Canny Collar tem o tamanho adequado e para conseguir passeios seguros e eficazes com o seu cão, use uma fita métrica e tire a medida à volta do pescoço do cão, bem junto à pele, mesmo atrás das orelhas:


 


PERGUNTAS FREQUENTES

O meu cão continua a puxar pela trela! O que devo fazer?
Quando utiliza o Canny Collar, é importante que o seu cão perceba que, em dada altura durante o passeio, a coleira ficará desapertada e se persistir em puxar, isto poderá não acontecer. Aconselhamos-lhe que deixe correr a trela quando o passeia e que o deixe caminhar um pouco à sua frente e, em seguida, enquanto continua a vigiá-lo, volte-se rapidamente e comece a andar no sentido completamente oposto, tendo o cuidado de não dar um puxão na cabeça do cão ao virar-se.
Esta operação colocá-lo-á imediatamente atrás de si e dar-lhe-á alguma distância até ele tentar passar por si novamente e começar a puxar. Assim que passar por si, volte a virar-se imediatamente e repita o processo, continuando a virar-se quando o cão passa por si.
Este deverá começar a olhar para si e tentar antecipar quando irá virar-se para se manter à frente, mas o melhor local para o observar fica mesmo por trás da sua perna. E este é o lugar onde gostaria que ele caminhasse durante o passeio.
Se tiver um cão que puxa insistentemente, o melhor será não tentar controlá-lo imediatamente com a coleira, mas sim tentar habituá-lo a usá-la e elogiá-lo bastante quando começa a caminhar sem tentar retirá-la e quando fica atrás de si. O exercício descrito acima destina-se a eliminar o pior dos puxões iniciais mas só deve ser efetuado por períodos máximos de três ou quatro minutos, pois é um exercício física e mentalmente exigente para ambos.
Uma vez que começa a conseguir algum controlo/aceitação, tente usar a coleira para controlo, de acordo com as instruções para parar de puxar. Sem os puxões difíceis, iniciais e cansativos (para ambos!), deverá conseguir aplicar pressão quando puxa efetivamente e soltar quando pára.
Geralmente, os cães só passeiam corretamente se a sua trela/coleira estiver alargada e precisam de saber que irá alargar-se em dada altura. Assim que sentir a coleira desapertar-se, aperceber-se-á de que, ao caminhar nessa posição, fica mais confortável e a guia de plástico amarelo deve ficar debaixo do focinho, numa posição correta e descontraída.

A linha da tira sai do focinho do meu cão – o que posso fazer?

O motivo mais comum para tal acontecer é o facto de a guia de plástico amarelo na faixa corrediça do Canny Collar não estar posicionada debaixo do pescoço do cão. Certifique-se de que puxou a faixa corrediça pela guia e de que não se encontra uma peça de plástico amarelo na parte lateral do focinho do cão (ou no topo da sua cabeça!).
Outro motivo possível é andar com uma trela demasiado longa. O segredo para manter a tira do focinho no seu cão são duas coisas: manter a trela curta (mas continuando solta) e a cabeça do seu cão levantada. Tente começar o seu passeio com a pressão exercida na Canny Collar e depois ir soltando a trela o suficiente para que o clipe da trela repouse sobre a parte de trás do pescoço do seu cão ou a tira deslizante da Canny Collar esteja suficientemente solta para o seu cão poder abrir a boca. 
Isto significa que a Canny Collar está solta e confortável para o seu cão, mas não há trela deslizante suficiente para que se mova para a ponta do focinho do seu cão e caia. Não recomendamos a utilização de uma trela flexível com a Canny Colar, precisamente por este motivo, já que deixa demasiada trela solta, dando a possibilidade de a tira deslizante sair do focinho. Para manter a cabeça direita, terá de observar o seu cão durante os primeiros minutos da caminhada, para que, se a cabeça dele cair, a possa corrigir suavemente, orientando a sua cabeça para cima, com uma ação direcionada para cima da trela. Logo que a cabeça dele esteja direta, elogie-o vivamente e afrouxe a trela.

Não lhe diga nada negativo para o corrigir se ele baixar a cabeça novamente, volte apenas a levantá-la e elogie-o quando tiver a cabeça erguida – isto permite que a Canny Collar efetue qualquer trabalho corretivo (tal como faz para parar de puxar) e você pode recompensá-lo vocalmente. Tal como espera um determinado comportamento do seu cão quando ele está com a trela (por ex., não puxar), o mesmo se aplica a outras coisas, como parar de marcar território, puxar para ir ter com outros cães, etc.
É você que deve assumir o controlo do passeio com o seu cão, e não o contrário, o que significa que você decide (talvez com um comando de treino especial, tal como ‘livre!’) quando o seu cão pode estar à vontade, por exemplo quando vai parar com a trela solta, o deixa ir ter com outros cães, o deixa farejar um determinado lugar, etc. Os primeiros minutos da sua caminhada são os mais importantes e definem o mote para o resto do passeio.
Após algumas vezes a começar o passeio desta forma, o seu cão deverá começar a habituar-se a que você assuma o controlo do passeio e mantenha a cabeça dele direita e sem puxar. Isto não significa que ele não possa parar e farejar, etc., a única diferença é que isso acontecerá quando você decidir, e não o seu cão.
O segredo para passear bem o seu cão com uma trela é a coerência e, se estamos a tentar ganhar o respeito do seu cão pela sua autoridade ao treiná-lo com uma trela, ele receberá mensagens mistas se estivermos a tentar controlar um aspeto da caminhada (os puxões), mas o deixarmos fazer outras coisas que muitas vezes impedem um passeio agradável.
A tira deslizante da Canny Collar foi concebida para se movimentar livremente, ao invés de ficar numa posição fixa, por isso, se o seu cão estiver a andar bem, não sentirá qualquer pressão no focinho. É desta forma que a coleira funciona, através de um sistema de pressão e alívio – pressão ao puxar e não-pressão se não puxar – esta é a “recompensa” do seu cão por andar bem e ele só deverá sentir pressão se puxar.
Se a coleira estiver numa posição fixa, deverá haver (pelo menos alguma) pressão contínua, o que significa que não está a ser realizado nenhum treino e a coleira está a funcionar mais como uma restrição. O seu cão só andará bem com uma trela solta e é isso que procuramos.
Se ele estiver a andar bem, é importante manter a trela curta, mas um pouco solta, embora não demasiado, para que a tira deslizante não possa sair do focinho do cão. A guia amarela por baixo do queixo deverá ficar solta, com livre movimento e não fixa, já que a coleira é um auxiliar de treino para treinar o seu cão a passear sem puxões.
Não são recomendadas trelas extensíveis ou trelas longas similares para usar com a Canny Collar.

O meu cão não quer passear – o que posso fazer?

O Canny Collar pode ser utilizado juntamente com métodos de reforço de treino positivos, como por exemplo o treino com clicker ou o treino baseado em recompensas, que ajudarão a chamar a atenção do cão e a incentivá-lo a passear. Ao moderar as suas expectativas e elogiar oralmente e/ou dar recompensas sob a forma de comida, o cão sentir-se-á mais entusiasmado e começará a passear com o Canny Collar.

O Canny Collar é adequado para raças de focinho curto, como Boxers e Pugs?

Recebemos muitos feedbacks positivos por parte de donos de Boxers que ficaram muito satisfeitos por terem encontrado um equipamento de treino para cães que podem finalmente utilizar para passear o cão. Uma vez que o ajuste depende do tamanho do pescoço, significa simplesmente que sobra um pouco menos de faixa corrediça atrás da cabeça de um Boxer do que acontece com outras raças, mas o ajuste não constitui um problema.Com os Pugs, a situação é um pouco mais complicada, uma vez que quase não têm focinho! Para aqueles que têm um focinho ligeiramente mais comprido, o Canny Collar resulta, mas em caso de dúvida, o melhor será investir num arnês de segurança.Posso ensinar o meu cão a passear com uma coleira e trela convencionais? Isso é possível com uma Canny Collar?O Canny Collar pode, de facto, ser usado para treinar o cão a passear com uma coleira e trela normais, se o pretender. Para o conseguir, tente passear o seu cão com o Canny Collar colocando a faixa corrediça sobre o seu focinho durante um período de duas semanas.Em seguida, leve-o a passear uma vez durante cinco minutos com a faixa corrediça sobre o focinho e retire-a, puxando para fora a faixa corrediça em excesso, atrás do pescoço, transformando assim a coleira num conjunto de coleira e trela convencional, durante mais cinco minutos.Se começar a caminhar corretamente, significa que o seu treino está a ser bem-sucedido. Pode então alternar entre as duas adaptações, desabituando-o gradualmente da faixa corrediça sobre o focinho. Se não responder de forma satisfatória, significa que necessita de um período mais longo com a faixa corrediça colocada constantemente no focinho até poder tentar novamente o método de passeio “alternado”.

Posso passear dois cães de uma vez usando o Canny Collar?
Para dois cães, recomendamos que passeie os dois do mesmo lado para que seja mais fácil controlá-los com o Canny Collar. Se utilizar uma trela de comprimento standard (entre 1,20m e 1,80m) e passear os cães do lado esquerdo, significa que deve segurar a pega da trela com a mão direita e a parte mais próxima da mola na esquerda.O cão do lado exterior terá um pouco mais de trela do que o cão do lado interior, no entanto ambos têm de ser mantidos com trela curta, mas solta, isto é com folga suficiente para que, quando um puxa, fique a sentir a pressão da coleira a apertar.Com as trelas nesta posição, apenas o cão que começou a puxar irá sentir uma pressão, permitindo assim ao segundo cão, se não tiver puxado, desfrutar do seu passeio com trela solta e sem sentir qualquer pressão. 
A Canny Collar pode ser usada com um açaime?
A Canny Collar pode ser usada com um açaime tipo cesto ou Baskerville sem problemas. A Canny Collar deve ser colocada primeiro e o açaime tipo cesto será colocado por cima. Não recomendamos o uso da Canny Collar com um açaime de tecido, porque isso impedirá o seu cão de abrir a boca. O que acontece se o meu cão tiver problemas vertebrais no pescoço?Se o seu cão tiver problemas vertebrais no pescoço, recomendamos não utilizar qualquer tipo de dispositivo de treino que se coloque à volta da cabeça do cão. Existem muitos arneses no mercado mais adequados para o seu cão.
A Canny Collar consegue evitar que o meu cão esteja constantemente a farejar o chão?
A Canny Collar orienta a cabeça do seu cão, para que fique como você pretende quando estão a passear. É claro que você quer que ele passeie agradavelmente ao seu lado, com a cabeça direita e sem estar constantemente a farejar o chão. A coleira funciona com um sistema de ‘pressão e alívio’, pelo que, se o seu cão puxar para a frente, você pode exercer uma pressão suave para trás, efetivamente na direção oposta. Ao aliviar esta pressão, o seu cão apercebe-se que, em alguma altura do passeio (quando está a andar ao seu lado), já não sente pressão no focinho e está a andar com uma trela solta. De forma similar, se o seu cão puxar para o lado, afastado de si, pode exercer a mesma ação na direção oposta, movendo o seu braço através do seu corpo e depois soltando, para voltar a tê-lo ao seu lado. Sempre que ele se afastar da sua forma preferida de passear, uma correção suave seguida de um elogio irá treiná-lo a proceder da forma como você pretende. A outra direção em que a cabeça do seu cão poderá virar-se é para baixo, na direção do chão. Alguns cães adoram farejar (o que também depende da raça – os Beagles e outros Hounds, por exemplo, têm o focinho naturalmente mais próximo do chão do que outros), mas é possível, com paciência, treinar o seu cão para andar com a cabeça direita do mesmo modo.  Escolha uma área plana para o treinar, já que terá de estar atento ao seu cão enquanto anda e não correr o risco de cair, por não estar a olhar para a frente.  Começando com o seu braço para baixo ao seu lado, sempre que o seu cão se mover em qualquer direção “indesejada”, para a frente, para o lado ou para baixo, exerça uma pressão suave na direção oposta, depois solte e elogie-o. Poderá ter de fazê-lo várias vezes numa sucessão rápida, mas o mais importante é não manter a pressão, ou não o estará a treinar, apenas a limitar. E não se esqueça de o elogiar quando ele voltar à posição correta e a andar bem – isto é fundamental para o incentivar a andar bem. Assim, vigie o seu cão e, logo que perceber que a cabeça dele se aproxima do chão, levante o seu braço para lhe elevar a cabeça, e depois solte e elogie-o, para ajudar a treiná-lo de que essa é a posição em que pretende que ele ande. Ao treinar o seu cão a andar com a Canny Collar, a coleira faz todo o trabalho de correção, deixando-o livre para dar o reforço positivo de elogiar o seu cão, idealmente utilizando um tom de voz mais agudo e dizendo “lindo menino” ou algo semelhante numa voz entusiasmada. Nessa altura, tente não se dobrar para baixo e afagá-lo, já que isso perturbará o seu ritmo; usar um elogio será suficiente. Quando chegarem a um ponto de paragem conveniente, incline-se para ele e faça-lhe festas, porque ele merece!

 

REF: N/A Categorias: ,

Passear com uma Canny Collar
Coloque o Canny Collar e vá passear imediatamente. Mantenha a trela curta mas solta quando passeia e tente que o seu cão fique na posição de “seguir sempre ao lado do dono”. A utilização de uma trela de treino curta tornará este processo mais fácil. Elogie-o bastante oralmente quando começa a passear corretamente.
Quando colocar a faixa corrediça sobre o focinho do cão pela primeira vez, este poderá resistir e tentar tirá-la. Qualquer coleira de treino terá este efeito em alguns cães. A sensação é muito semelhante à de um relógio que usamos pela primeira vez – alguns cães simplesmente não estão habituados. Deve continuar a caminhar para que o seu cão se concentre no passeio e não no Canny Collar, elevando a coleira quando ele tenta retirá-la com a pata e incentivando-o em voz alta a segui-lo.
Quando o seu cão começa a caminhar, baixe a trela para libertar a pressão no Canny Collar (nesta altura, também lhe deve dar um pouco mais de trela) e elogiá-lo bastante em voz alta enquanto continua a caminhar. O cão precisa de saber que, em dada altura durante o passeio, a pressão será libertada, caso contrário, poderá simplesmente continuar a puxar para se livrar dela.
Repita esta ação se ele tentar novamente retirar o Canny Collar. Uma vez que a trela está presa na parte de trás da sua cabeça, ele não conseguirá colocar a pata sobre a mesma e parar o passeio. Também não conseguirá retirar o Canny Collar do focinho se a trela se mantiver na posição correta. Por vezes, poderá ter de soltar um pouco mais de trela se o cão ficar atrás de si, recolhendo-a novamente assim que ele o apanhar.
Assim que o cão não oferecer mais resistência ao Canny Collar, continue a passeá-lo numa curta distância e em seguida, pare para o elogiar bastante.
Use o treino por recompensas ou com clicker se o seu cão tiver uma resposta positiva aos mesmos para o ajudar a habituar-se ao Canny Collar.